seventeen

Eu estava para escrever esse post desde que vi alguém que em um instante me levou anos atrás. Na verdade, eu poderia tê-lo escrito na mesma noite. Porém decidi escolher as melhores palavras possíveis pra dizer tudo o que eu queria dizer da maneira mais clara possível antes que o ano se acabasse, obviamente com um dicionário de sinônimos em mãos para pegar as que me fizessem soar o mais inteligente que pudesse. Eu literalmente vi alguém, e foi só isso. Não falei nada, e se não fosse o inglês na mesma turma, nenhum de nós dois sequer teria ouvido a voz do outro até então. Provavelmente, e por minha culpa. Naquele tempo eu nem fazia esforço pra tentar não ser tímido e quieto. Sendo franco, não lembro exatamente a data, não sem olhar na pasta do curso ou algo do tipo. Fora isso? Eu me lembro de tudo, e é o que importa.

Lembro de quando a vi pela primeira vez. Lembro de ter pensado que ela era a garota mais linda que eu tinha visto em toda minha vida. Lembro que raramente tentava evitar com que meus olhos imediatamente procurassem os dela, ou mesmo que nela se fixassem enquanto a via distraída ou prestando atenção na aula, e lembro de como eu não sabia disfarçar quando nossos olhares de fato se encontravam, de como não sabia fazer nada além de fingir estar anotando alguma coisa, nervoso, após ver o sorriso que ela dava assim que isso acontecia. Se eu procurasse a data nas pastas, veria os rabiscos perdidos nos cantos das páginas de todas as vezes que isso aconteceu. Aquelas horas ali eram as únicas horas das minhas tardes em que eu não tinha sono, mas eu não conseguia acreditar que eu não estava alucinando quando a via sorrir.
Lembro de quando fui à aula pela primeira vez sem boné, já que o mesmo havia sido roubado quando voltava pra casa na aula anterior. Naquela idade o boné era praticamente parte de mim, e eu ficava me perguntando o que ela acharia do visual. Até me olhei no reflexo dos vidros de cada carro pelo caminho. Lembro de vê-la quase toda vez esperando uma amiga no banco ali em frente, na hora da saída, enquanto tentava fazer parecer que eu realmente precisava esperar alguma coisa ali. Geralmente jogando conversa fora nas escadas com um cara que saiu no dia após o furto do meu boné. Paranoia irrelevante. Não é como se eu fosse segui-las depois, só queria ficar ali o máximo que pudesse.
Lembro de vê-la caminhando até lá, também, quando eu passava de carro ali perto. Aceno meu, vidro, sorriso dela. Até me perguntei uma vez se oferecia carona, mesmo sendo passageiro da minha mãe, mas esse encontro sempre acontecia no último quarteirão… E outra, a motorista era minha mãe. Se até hoje sei que ela tem a habilidade de me envergonhar, imagina na época quando tinha uns 14 anos? Esse trabalho eu já fazia bem por mim mesmo, lembro de que qualquer coisa dita sobre mim em voz alta perto dela já fazia meu rosto corar. Era como se ela ficasse sabendo de alguma coisa sobre mim que eu não tinha contado e que ela não havia descoberto por convivência.

Lembro até que foi em uma daquelas aulas que eu assisti meu primeiro episódio de Friends, “The One With All The Resolutions.” Depois disso nem sei mais quantas vezes assisti todos episódios, só sei que as consequências disso foram a compra de todas as boxes e esse meu vício em seriados que desconhece um fim. Nunca decidi uma meta, um objetivo desses pro começo de mais um ano. Mas sei que desde aquilo tudo eu já andei um longo caminho.

Só quem sabe como é o quebrar de uma onda dessas entende o que é lembrar de tudo isso em um segundo, e como por vários momentos a seguir se fica desconcertado.

E é um aceno e um sorriso meu, um aceno e um sorriso dela.

Advertisements

Tags:

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: